Pacto pelo Pecém lança relatório na AL

16 de maio de 2014 - 03:00

O presidente da Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE CEARÁ), Cesar Ribeiro, esteve presente ao lançamento da publicação “Cenário Atual do Complexo Industrial e Portuário do Pecém”, na última sexta, 16, no plenário da Assembleia Legislativa (AL).  A obra é resultado das discussões promovidas pelo Pacto pelo Pecém, organizado pelo Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia, atendendo a uma solicitação do governador Cid Gomes.  Participaram do lançamento os deputados Mauro Filho (Pros), Dedé Teixeira e Rachel Marques (ambos do PT); o senador Inácio Arruda (PCdoB/CE); o deputado federal Artur Bruno (PT/CE); o presidente do Cede, Alexandre Pereira; o secretário executivo do Conselho de Altos Estudos, Francisco Lopes Viana; a gerente de Sustentabilidade da Companhia Siderúrgica do Pecém, Cristiane Peres, e, representando as organizações da Sociedade Civil Organizada e da Petrobras, Thiago Halley Santos de Lima e Raimundo Lutif, respectivamente.

O presidente do Conselho, deputado estadual Lula Morais (PCdoB), que presidiu a mesa, destacou que a iniciativa teve por objetivo promover a articulação da sociedade, da classe empresarial e de lideranças políticas visando à implantação da Refinaria Premium do Ceará. O parlamentar também salientou que o Complexo vai contribuir na alavancada da economia cearense, uma vez que gera emprego e renda, além de promover a melhoria da qualidade de vida das comunidades de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. O deputado destacou ainda os desafios a serem vencidos, como a qualificação da mão de obra, a preservação das trajetórias econômicas e sociais dos dois municípios, os impactos ambientais, entre outros.

Para o presidente da ZPE CEARÁ, estudos como esse são de grande valia, uma vez que auxiliam no diagóstico ideal para garantir o desenvolvimento de qualidade ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém. “Com esse estudo em mãos podemos identificar as necessidades e trabalhar nelas, como também as melhorias e o caminho correto a seguir para garantirmos o desenvolvimento econômico e social não só do CIPP, mas de todo o Estado. As empresas que aqui chegam criam uma cadeia de produtos e serviços e isso mexe com todo o entorno. São potencialidades que podem e devem ser trabalhadas e isso gera emprego, renda e desenvolvimento”, destacou Ribeiro.

Para se chegar à publicação, foram realizados encontros que contaram com a participação de instituições públicas e privadas, federais, estaduais e municipais, representantes da academia, organizações não governamentais, empresas instaladas e em fase de implantação e moradores da região envolvida no projeto. A partir desses encontros, ficou clara a necessidade de ampliar o debate, incluindo os aspectos políticos, institucionais, econômicos, sociais e ambientais causados pelo empreendimento, o que levou à realização do I Encontro Estadual do Pacto pelo Pecém, em março de 2012.

Já a segunda fase do trabalho, que será elaborada pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Cede), com o apoio do Conselho de Altos Estudos, trata da criação de uma agenda propositiva para o Complexo, a partir dos desafios apresentados, que efetivem o desenvolvimento sustentável do entorno do Complexo, bem como as oportunidades para todo o Estado. As próximas etapas envolvem a mobilização e a orientação das instituições, a realização de sete oficinas e a sistematização e elaboração de uma agenda propositiva, consolidando os compromissos a serem referendados em um novo encontro estadual.

*com informações da Agência de Notícias da Assembleia Legislativa