Conselho de Administração da ZPE CEARÁ discute reestruturação da estatal

19 de outubro de 2015 - 11:16

Conselho de Administração da ZPE CEARÁ discute reestruturação da estatal

Na reunião do Conselho de Administração da ZPE CEARÁ, na manhã da última sexta-feira, 16, presidida pela secretária do Desenvolvimento Econômico (SDE), Nicolle Barbosa, a diretoria da ZPE apresentou o plano de reestruturação da estatal.  De acordo com o projeto, a Zona de Processamento de Exportação será ampliada para atender as empresas instaladas em sua área, que passarão a operar 24 horas por dia, a partir do primeiro trimestre de 2016.

A secretária Nicolle Barbosa defendeu a reestruturação da ZPE, ressaltando que ela ocorre em função do término da construção das unidades integradas do Complexo Siderúrgico do Pecém e o seu gradativo avanço operacional.

De acordo com o presidente da ZPE, Mário Lima Júnior, haverá a necessidade de duplicação do número de Gates operacionais (entrada/saída), ampliação do sistema de monitoramento, incremento de acesso de veículos pesados e atendimento às exigências legais referentes à Receita Federal no que diz respeito à área de despacho aduaneiro e portarias.

O grande diferencial de operação de um complexo siderúrgico em ZPE é a produção dentro do controle aduaneiro em função dos benefícios fiscais outorgados pelo Estado.  “A ZPE CEARÁ abriga em seu espaço empresas de cultura eminentemente exportadora, com a obrigatoriedade de exportar 80% de sua produção, sendo os 20% restantes com a possibilidade de serem comercializados no mercado interno”, assegura Mário Lima.

EXPANSÃO DA POLIGONAL

O governo do Estado está trabalhando na ampliação da área alfandegada da ZPE, disponibilizando uma área de 77 ha, que abrigará os novos investimentos captados no exterior. “Há uma expectativa de investimentos na área petroquímica, óleo e gás”, afirma o presidente da estatal.

Participaram da reunião, os secretários Nicolle Barbosa (SDE), Nelson Martins (Assuntos Institucionais), Alexandre Landim (Casa Civil), os presidentes Mário Lima Júnior (ZPE CEARÁ) e Ferrúcio Feitosa (Adece), além dos diretores administrativo-financeiro, Ubiratan Teixeira; Comercial, Roberto Castro; técnico, Andréa Freiras e da procuradora jurídica da estatal, Rachel Philomeno.