ZPE Ceará é premiada por publicação do jornal Financial Times

14 de outubro de 2016 - 19:26

A ZPE do Ceará foi premiada pela publicação Foreign Direct Investment (FDI) do jornal Financial Times de Londres, sendo reconhecida como uma das mais importantes zonas francas do mundo e como uma grande oportunidade de negócio para investidores internacionais.

Segundo o Secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Estado, Antonio Balhmann, a premiação é fruto de um trabalho de divulgação internacional da ZPE CEARÁ realizado pela Secretaria de Assuntos Internacionais, com o apoio, neste caso, da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (ABRAZPE), com o objetivo de ranquear a ZPE CEARÁ entre as maiores do mundo. “Sem o apoio do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), comandando pela Secretária Executiva, Thaise Dutra, seria impossível a ZPE do Ceará ter obtido esse status”, assegura Balhmann.

Conforme Balhmann, essa ação é uma estratégia do Governador Camilo Santana de promover a divulgação nacional e internacional da ZPE CEARÁ junto à China, Coréia do Sul e outros players mundiais. “Em setembro, a ZPE CEARÁ participou com um stand da China International Fair for Investment & Trade (CIFIT 2016), feira internacional da China para o investimento e comércio, em Xiamen. Nessa feira participam praticamente todas as zonas francas do mundo. Neste mesmo período, na Coréia do Sul, fizemos a apresentação da ZPE CEARÁ e dos ativos do Estado na Federação das Indústrias da Koreia (FKI) às principais multinacionais coreanas”, lembra.

Essa é a primeira vez que uma zona franca industrial brasileira consta no ranking das zonas francas internacionais do FDI. A ZPE CEARÁ ganhou prêmios em quatro categorias, ou seja, “Melhor Zona Franca da América Latina e do Caribe- Grandes Inquilinos”; “Melhor Zona Franca para Infraestrutura”; “Melhor Zona Franca para Expansões” e “Melhor Zona Franca para Apoio à Educação e Treinamento”. Os resultados foram publicados oficialmente na edição deste mês da FDI Magazine e a ZPE do Ceará foi a homenageada do ano de 2016.

De acordo com Balhmann, a premiação é o reconhecimento do esforço do Governador Camilo Santana no sentido de garantir a afirmação da ZPE do Ceará com a sua enorme capacidade de gerar novos empregos. “A participação da ZPE CEARÁ, daqui pra frente, em outros eventos como a nova ranqueada do FDI dá um novo status às nossas apresentações em qualquer lugar do mundo pela credibilidade que tem a publicação do Jornal Financial Times”, comenta. 

Balhmann destaca que o Governador tem dado total apoio à ZPE CEARÁ e realizado todos os investimentos em infraestrutura necessários ao projeto, para garantir mais desenvolvimento para o Ceará. “O Governador Camilo Santana tem, inclusive, viajado pessoalmente para fazer a divulgação da ZPE CEARÁ dentro e fora do Brasil”, esclarece.

EXPANSÃO

A ZPE CEARÁ foi inaugurada no dia 30 de agosto de 2013, sendo a primeira do País a entrar em operação. A ZPE CEARÁ integra o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, a cerca de 60 km de Fortaleza. Recentemente, a ZPE CEARÁ incorporou uma área de 1.911,04 hectares antes destinada para a implantação da Refinaria Premium II da Petrobrás, o que permitiu a expansão de sua poligonal de 4.271,4 hectares para 6.182,44 hectares.

Balhmann informa que a ampliação da poligonal da ZPE CEARÁ significa a garantia de que o Estado possui área disponível para uma zona livre pelos próximos 50 anos. A nova área da ZPE CEARÁ está dividida por setores, sendo o Setor II Norte destinado para a captação de um projeto de refinaria compacta e moderna e o Setor II Sul para indústrias dos setores calçadista, têxtil, petroquímico, metalmecânico, agroindústria, granito e alimentos.

Segundo Balhmann, a ZPE CEARÁ pretende atrair investimentos em diversas áreas, dentre elas pedras ornamentais e calçados, visando o mercado americano e componentes para a indústria de petróleo, visando a América Latina, por meio de empresas chinesas.

Para Balhmann, a hora agora é de atrair investimentos diversificados para a ZPE CEARÁ, tendo em vista que o setor siderúrgico já encontra-se consolidado, com um investimento de US$ 5,4 bilhões da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). “Além da CSP, temos três outras grandes empresas funcionando na ZPE CEARÁ, ou seja, a Vale Pecém, a White Martins e a Phoenix do Brasil. Já estamos bem avançados no processo de alfandegamento da nova área junto à Receita Federal do Brasil (RFB), o que permitirá a instalação de novos investimentos”, ressalta.

Conforme o presidente da ZPE CEARÁ, Mário Lima Júnior, a premiação do Jornal Financial Times é um indicativo de que a ZPE CEARÁ está no caminho certo. Mário lembra que a nova área da ZPE já está paga pelo Governo do Estado e totalmente regularizada. “Dentro dessa nova área, temos a proposta negociada pelo próprio Governador Camilo Santana no acordo Brasil-China, que prevê um espaço para a instalação de uma refinaria. Essa área assegura também a vinda de outros setores industriais, a exemplo de rochas ornamentais, calçados e autopeças, gerando milhares de empregos para o Ceará”, conclui.