ZPE Ceará fecha setembro com alta de 13,2% na movimentação de cargas

7 de outubro de 2020 - 22:53 # # # #

Mesmo diante da crise econômica global desencadeada pela pandemia da Covid-19, a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Ceará, empresa subsidiária do Complexo do Pecém, fechou setembro com alta de 13,2% na sua movimentação de cargas, ante o mesmo período do ano passado. Ao todo, 949.274 toneladas passaram pelos gates da ZPE cearense ao longo do mês.

Entre as principais mercadorias que passaram pela ZPE Ceará em setembro, o maior destaque foi o minério de ferro, com 342.627 toneladas movimentadas, número 17,4% superior aos 291.712 registrados no mesmo mês de 2019. Além disso, a movimentação de carvão mineral também avançou e atingiu 225.397 toneladas, 80 mil toneladas a mais do que em setembro do ano passado.

“É gratificante constatar que, mesmo em um ano atípico, com todo o impacto econômico da pandemia, conseguimos prosperar e seguir contribuindo para o desenvolvimento econômico do Estado”, destaca a diretora de operações da ZPE Ceará, Andréa Freitas. “Não deixamos de operar um único dia” completa.

Única Zona de Processamento de Exportação autorizada a operar em território brasileiro, a ZPE Ceará também registrou aumento na movimentação de cargas no terceiro trimestre deste ano. Isso porque, mesmo com os desafios gerados pela crise, 3,03 milhões de toneladas passaram pela empresa entre julho e setembro, número 5,1% superior aos 2,88 milhões de igual período de 2019.

Ao todo, no acumulado de janeiro a setembro deste ano, a ZPE Ceará já movimentou 8,41 milhões de toneladas, incluindo mais de 3 milhões de toneladas em minério de ferro e mais de 2 milhões de toneladas em placas de aço, que são produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Principais destinos

Entre os principais destinos das mercadorias produzidas pela ZPE Ceará, o grande destaque de setembro foi a China, para onde foram destinadas 86.718 toneladas. Estados Unidos (26,8 mil t) e Bélgica (7,4 mil t) também receberam produtos processados na empresa, que faz o escoamento via Porto do Pecém.

De janeiro a setembro, mais de 1,8 milhão de toneladas foram exportadas pela ZPE Ceará. Desse volume, 706,1 mil foi destinado aos Estados Unidos, 401,3 mil à China e outros 188,4 mil deixaram o Ceará com destino ao Canadá.